Parece que a História sempre privilegiou os feitos masculinos, destacando em suas páginas heróis, cientistas, artistas e inventores homens. Muita gente não sabe, mas enquanto os livros só falavam dos moços a mulherada estava bem quietinha estudando, trabalhando e produzindo coisas sensacionais. Enfim, ajudando a Humanidade a evoluir e se tornar muito mais tecnológica.

Para acabar com essa injustiça, neste Dia Internacional da Mulher, nós aqui da Comunidade resolvemos homenagear e contar a história dessas desbravadoras tecnológicas, mulheres que, em seus laboratórios, salas de aula e oficinas, fizeram a Ciência e a Tecnologia serem o que são hoje.

1. Ada Lovelace


Fonte: Wikipedia.

Filha do poeta Lord Byron, Ada fazia poesia mesmo era com a Matemática. Com seus cálculos precisos e a criatividade com os números, a futura Lady Lovelace produziu o primeiro algoritmo para uma máquina executar uma tarefa. A Máquina Analítica de Charles Babage ficou conhecida como o primeiro projeto de uma máquina analítica, e o algoritmo de Ada o primeiro “software” para ela. Com isso, Ada não só foi uma das primeiras pessoas a descrever, em 1842, o que no futuro se tornaria um computador, como também se tornou a primeira programadora. Obrigado, Ada!

2. As criptógrafas de Bletchley Park


Fonte: Wikipedia

Durante a Segunda Guerra Mundial, enquanto os soldados britânicos lutavam no front, um grupo enorme de mulheres trabalhava em um assunto crucial para a estratégia de guerra: quebrar a criptografia do exército alemão. Se os aliados pudessem quebrar os códigos usados nas comunicações alemãs interceptadas, teriam uma vantagem enorme para vencer a guerra! Três mulheres em especial, Joan Clarke Murray, Margaret Rock e Mavis Lever Batey, quebraram todas as barreiras de gênero da época e se tornaram criptoanalistas, responsáveis com Alan Turing por analisar e quebrar o código da incrível máquina de criptografia alemã Enigma. Mas, além das três rock stars, mais de 5.000 mulheres chegaram a trabalhar em Bletchley Park – mais de 75% de todos os funcionários –, exercendo um papel fundamental na vitória aliada.

3. Grace Hopper


Fonte: Wikipedia

Pense em uma mulher que tinha Ph.D em Matemática por Yale, foi criadora do primeiro compilador de linguagens de programação do mundo, definiu as bases para a primeira linguagem de programação baseada em línguas naturais e ainda foi almirante condecorada da Marinha dos EUA. A gente apresenta para você Grace Hopper, que fez tudo isso e se tornou uma lenda na história da computação. Como se não bastasse, há relatos de que foi ela quem criou o termo bug para se referir a erros no sistema! Parece que um dia sua máquina não estava funcionando e ela, sem pensar, abriu-a. Lá dentro, um inseto morto (bug, em inglês), atrapalhava o sistema. Falando sério, essa mulher não é incrível?

4. Evelyn Boyd Granville


Fonte: Wikipedia

Evelyn foi a segunda mulher negra a receber um doutorado em Matemática na história dos Estados Unidos, mas isso foi só o começo da sua história como pensadora e cientista. Ela trabalhou na IBM, desenvolvendo softwares para computadores e, depois, foi para a NASA, onde criou um sistema para analisar órbitas de satélites em tempo real. Fora tudo isso, Granville nunca abandonou a sala de aula, compartilhando seu conhecimento com gerações de alunos e ajudando a divulgar ainda mais o saber científico.

5. Carol Shaw


Fonte: Divulgação Activision

A primeira designer de games da Atari abriu as portas da indústria de jogos para toda uma geração de mulheres. Nascida na Califórnia, sempre foi vizinha do Vale do Silício, convivendo diariamente com a revolução tecnológica que estava acontecendo na região. Assim, não foi de se estranhar que Carol optasse por Ciência da Computação como faculdade e desenvolvesse toda a sua carreira unindo dois amores: programação e games. Depois do sucesso estrondoso de outro game clássico criado por ela – River Raid – Carol se aposentou, ainda nos anos 1990, e decidiu se dedicar a trabalhos voluntários em ONGs que divulgam conhecimento em tecnologia.

Bônus: Mildred Dresselhaus, a Rainha do Carbono

Vídeo: https://www.facebook.com/PlayGroundBR/videos/338618556533129/

Mulheres incrivelmente inspiradoras, não é mesmo? É claro que a lista não acaba aqui. Existem milhares de mulheres que trabalharam e trabalham para o desenvolvimento da tecnologia, da ciência e do pensamento humano ao longo dos anos. E nessa lista a gente inclui um grupo especial de talentos incríveis que trabalha na Moto, ajudando a desenhar produtos, a estabelecer estratégias comerciais inovadoras e até a fazer desta Comunidade um lugar mais igualitário e especial.

Enfim, se você quiser mais um pouco de informação sobre mulheres e tecnologia, sugerimos esta lista (em inglês) supercompleta das principais mulheres cientistas do século XX. É uma Wiki, sempre em crescimento, com muita coisa legal pra aprender.

E vamos lá, mulherada! Não parem nunca de ser essas maravilhosas criadoras, em tecnologia, nas artes e nas ciências. Feliz Dia Internacional da Mulher!

Conteúdo postado originalmente na Comunidade Moto